terça-feira, 12 de abril de 2011

Livros que falam dos jogos, brincadeiras e movimento na Educação Infantil.

Jogos e Brincadeiras na Educação Infantil

Maria Aparecida Coria-Sabini – Regina Ferreira de Lucena - Editora Papirus – Brasil - 2004
Esse livro descreve um conjunto de jogos e brincadeiras envolvendo conceitos e habilidades que são comumente trabalhados com crianças de nível pré-escolar. As atividades abrangem conceitos como o desenvolvimento motor, a atenção, a memorização, a percepção espacial e as noções básicas de cores, formas geométricas, e lateralidade, entre outros. (29,90 na Poti Livros)

O Jogo e a Educação Infantil

Tizuko Morchida Kishimoto - Editora Cengage Learning – Pioneira - Brasil
Este livro aborda desde o significado de palavras como jogo, brinquedo e brincadeira, passando pela discussão e importância do jogo na educação infantil, até as teorias sobre este assunto.


  • Este livro apresenta 150 propostas de atividades físicas para crianças de 3 a 6 anos, constituindo-se em recurso didático de fácil utilização para educadores e especialistas em educação física que se dedicam à educação infantil.
  • Editora: Artmed
  • Autor: TERESA GODALL & ANNA HOSPITAL
  • ISBN: 8536303395
  • Origem: Nacional
  • Ano: 2004
  • Edição: 1
  • Número de páginas: 388
  • Acabamento: Brochura
  • Formato: Médio  (78,00 na Poti Livros)

A proposta deste livro é abordar a brincadeira de papéis sociais, também chamada de jogo protagonizado, na perspectiva da psicologia sociohistórica, apresentando e analisando, em linguagem clara e objetiva, as contribuições de Vigotski, Leontiev e Elkonin para a exploração do potencial educativo da brincadeira de papéis. O que faz da brincadeira na educação infantil uma atividade particularmente rica para a educação da criança em idade pré-escolar? O que diferencia a brincadeira de papéis sociais de outras formas de atividade lúdica? Esse tipo de brincadeira surge espontaneamente nas relações entre as crianças ou requer a intervenção dos adultos para surgir e se desenrolar? O que fazer quando a brincadeira de papéis não surgir espontaneamente entre as crianças? Como articular de maneira adequada a observação de ações infantis espontâneas e a intervenção pedagógica? Qual a função da fantasia na brincadeira de papéis? Que relações existem entre a fantasia e a realidade social da qual a criança é parte? No decorrer desta obra, procura-se responder a essas e outras perguntas. Espera-se, assim, contribuir para o enriquecimento da prática escolar cotidiana dos professores de educação infantil e auxiliar na formação dos estudantes do curso de pedagogia.
(22,00 na Poti Livros)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário